15
jun
10

“Paisagem” – Francisca Júlia

Final de semestre, muitas provas, e blog largado esperando pelas minhas férias. Muito boa a sensação de estar no curso certo, sempre com textos interessantes para ler. Sendo assim, deixo aqui um poema que estou lendo e estudando, de uma poetisa parnasiana de quem gostei bastante e que me despertou curiosidade com relação a outros textos: Francisca Júlia.

PAISAGEM

Francisca Júlia

Dorme sob o silêncio o parque. Com descanso,
Aos haustos, aspirando o finíssimo extrato
Que evapora a verdura e que deleita o olfato,
Pelas alas sem fim das árvores avanço.

Ao fundo do pomar, entre folhas, abstrato
Em cismas, tristemente, um alvíssimo ganso
Escorrega de manso, escorrega de manso
Pelo claro cristal do límpido regato.

Nenhuma ave sequer sobre a macia alfombra,
Pousa. Tudo deserto. Aos poucos escurece
A campina, a rechã sob a noturna sombra.

E enquanto o ganso vai, abstrato em cismas, pelas
Selvas adentro entrando, a noite desce, desce…
E espalham-se no céu camândulas de estrelas…


0 Responses to ““Paisagem” – Francisca Júlia”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


junho 2010
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Arquivos

Categorias

Clique para assinar este blog e receber notificações de novos artigos por email.

Junte-se a 4 outros seguidores

Acessos ao Site

  • 12,912 acessos

%d blogueiros gostam disto: