Arquivo para julho \31\UTC 2010

31
jul
10

Citação de Amyr Klink

Sou fã do Amyr Klink, muito, e ainda vou fazer um post especial dedicado a ele. Por enquanto fica só uma citação de que gosto muito, de um de seus livros. Porque o “não partir” ou o “não fazer” está sempre presente, não apenas para os viajantes como ele.

Misteriosamente sumiu o nervosismo. Como se fosse uma costa ameaçadora que desaparece. O fato de sentar na “praça” com as costas no mastro, uma xícara nas mãos, mastigando um pedaço de chocolate, era o mais tranquilizador acontecimento do mundo. Única testemunha do meu horizonte, comemorei sentado, quieto, com a boca cheia, a minha maior conquista: partir. Ainda que minha viagem durasse apenas um único e mísero dia. Parti para minha mais longa travessia, e, mesmo que ela só durasse esse único dia, eu havia escapado do maior perigo de uma viagem, da forma mais terrível de naufrágio: não partir.

Amyr Klink – “Paratii Entre Dois Pólos”

30
jul
10

Listening to “The Pretenders – Angel of the Morning”

Link: Listening to “The Pretenders – Angel of the Morning”

Porque é Pretenders… “… just call me angel of the morning, angel / just touch my cheek before you leave me, baby / (…) then slowly turn away from me…”

29
jul
10

Minha Vida em Capítulos

Hoje, depois de escrever para uma amiga, comecei a refletir enquanto caminhava… De repente comecei a pensar minha vida como um livro dividido em capítulos, alguns curtos, outros longos, alguns já encerrados, outros ainda abertos e inacabados, muitos divertidos (acho que a maioria), alguns poucos dramáticos. Até suspense encontrei. É engraçado saber que um dia eu vou morrer, hoje, daqui uns 70 anos, ou algo entre esses dois pontos, e é minha responsabilidade preencher esses meus dias com as minhas histórias, através das minhas escolhas.

Pensando assim vejo ainda mais sentido na frase do John Lennon: “Vida é aquilo que acontece enquanto você está ocupado fazendo outros planos”. As pessoas planejam, esperam, vivem no piloto automático, e a vida está acontecendo agora enquanto os capítulos estão sendo escritos. Vidas em pausa criam páginas e páginas em branco ou de um conteúdo vazio. São aqueles capítulos para os quais se olha e, não vendo graça, pula-se para o próximo. Nada contra planos, desde que eles sejam um personagem secundário na história corrente.

Cada pessoa que conheço, cada situação nova por que passo, como mudar de emprego ou entrar na faculdade, pensando bem, cada dia da minha vida tem potencial para criar um novo capítulo. O que vai acontecer com ele, que rumo vai tomar, às vezes até pode escapar do meu controle, mas acho que a maior parte do tempo tenho como direcioná-lo, torná-lo mais divertido mudando o foco, o tom, ou o grau de importância que dou a ele, e se, em algum momento, ele passar a me aborrecer e me fizer mais mal do que bem, posso encerrá-lo quando desejar.

Dentro de cada capítulo, de uma pessoa, situação ou dia, passam a surgir novos capítulos onde entram aquelas histórias que me marcam, como uma viagem, uma surpresa, agradável ou não, uma situação inusitada, ou até mesmo uma simples conversa que se estenda e se aprofunde e me traga sentido e elementos interessantes. Tudo aquilo que vivo com intensidade e consciência fica ali registrado, no enfoque que eu escolher, que mais me convier.

Tudo o que quero pra mim é ter consciência das minhas escolhas e não deixar que a minha história seja escrita de forma automática e vazia. Ser capaz de escrever uma história com capítulos que, em sua maioria, me agradem e me façam bem. Poder rever e reviver cada momento, saber que estive presente e realmente aproveitei cada oportunidade que tive, e concluir, então, que cada dia, independente de quantos sejam, valeu a pena.

28
jul
10

Listening to “R.E.M. – Everybody Hurts”

Link: Listening to “R.E.M. – Everybody Hurts”

Linda… “… when you think you’ve had too much of this life, well hang on / (…) if you feel like you’re alone, no, no, no, you are not alone…”

27
jul
10

Listening to “Roy Orbison – I Drove All Night”

Link: Listening to “Roy Orbison – I Drove All Night”

Me peguei cantando… Adoro a a música, a letra, a voz, o clip… “… I drove all night to get to you / (…) I drove all night, crept in your room / woke you from your sleep…”

27
jul
10

“Julie & Julia”

No final de semana passado assisti a dois filmes com meu irmão e minha mãe: “Into the Wild” (que eu adoro e já comentei a respeito em outro post), e “Julie & Julia”.

O filme é leve, divertido, e conta com a sempre perfeita atuação de Meryl Streep. Ela é a atriz campeã de indicações ao Oscar, e definitivamente merece cada uma delas. É impressionante como ela se molda, se encaixa e convence em qualquer papel que faz.

O filme, baseado em fatos reais, conta a história de duas pessoas que, de certa forma, acabam se relacionando.

Julia Child foi uma americana que se mudou com o marido para a França, decidiu estudar culinária, e escrever um livro que tornasse a tarefa de cozinhar algo mais fácil para as mulheres que não tivessem o menor jeito para a coisa. Acabou se tornando uma chef conhecida que apresentava programas onde preparava e ensinava suas receitas.

Julie Powell era uma funcionária de telemarketing que, um dia, resolveu começar um projeto pessoal: criou um blog e decidiu que, por um ano, testaria as mais de 500 receitas do livro de Julia e postaria em seu blog os resultados desses testes.

O projeto e o blog de Julie, e o livro de Julia sobre sua viagem para a França, deram origem ao livro “Julie & Julia”, que deu origem a esse filme, que rendeu mais uma indicação ao Oscar para Meryl Streep.

Todo o elenco é muito bom, com destaque para Amy Adams e Stanley Tucci que estão ótimos em seus personagens, a história é interessante, e me rendeu boas risadas e momentos de distração. Gostei muito!

26
jul
10

Listening to “The Police – Walking On The Moon”

Link: Listening to “The Police – Walking On The Moon”

Viagem durante a noite passada, iluminada pela lua cheia… Hipnotizada, a vontade era ignorar o sono, o cansaço, as longas horas até chegar em casa, tudo e só olhar para ela, cheia, imensa, brilhante… “… walking on the moon / feet they hardly touch the ground / (…) we could walk forever…”




julho 2010
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivos

Categorias

Clique para assinar este blog e receber notificações de novos artigos por email.

Junte-se a 4 outros seguidores

Acessos ao Site

  • 13,234 acessos

%d blogueiros gostam disto: