01
jul
10

Primeira Exceção ao “Ficha Limpa”

Hoje foi noticiado que o Supremo Tribunal Federal permitirá a candidatura do Senador Heráclito Fortes (DEM) à reeleição, mesmo com sua condenação por conduta lesiva ao patrimônio público. Foi apenas o primeiro caso, mas deixou as portas abertas para que outros políticos sigam pelo mesmo caminho e façam com que o “Ficha Limpa” se torne um projeto bobo e sem muito efeito.

O Senador foi condenado no ano passado e a defesa entrou com recurso no final do ano, mas este foi temporariamente suspenso. Com o recurso ainda em andamento, a defesa pediu suspensão do “Ficha Limpa” por motivo de “urgência”, já que o prazo para registro de candidaturas está no fim, e o STF aprovou o pedido. Outros pretensos candidatos que estejam na mesma situação poderão alegar o mesmo motivo e conseguir aprovação para suas candidaturas.

Pra mim isso é só mais uma amostra do famoso “jeitinho brasileiro” e do quanto nosso país não é sério. O que eles disseram foi: “Existe essa lei, e por ela o senhor não pode se candidatar. Mas pode ser que o senhor consiga sair inocente dessa história, mesmo já tendo sido considerado culpado antes, então, tudo bem. Vamos autorizar sua candidatura à reeleição.” E aí, as pessoas que criaram tanta expectativa com relação a esse projeto podem perceber que sua luta não adiantou de muita coisa.

Confesso que não esperava muito desse projeto. Como tinha dito num post anterior, acho que ele é só uma forma das pessoas passarem adiante sua responsabilidade de pesquisar bem sobre os candidatos antes de fazer sua escolha, e agora teremos a possibilidade de testar a seriedade da população pela quantidade de votos que esse, e outros candidatos na mesma situação, terão. É triste, mas tenho certeza que vários deles terão muitos votos e alguns serão eleitos.

Achei curioso esse resultado ter saído hoje. Melhor dia que esse seria impossível! (para o Senador, claro). Véspera de jogo do Brasil, o final da Copa se aproximando, a cabeça da maior parte da população voltada exclusivamente para a expectativa do hexacampeonato. Acho que são poucos os que estão pensando nas eleições e acompanhando qualquer notícia sobre política durante essas semanas de jogos. Até o final do campeonato o nome do Senador Heráclito será só mais um na lista de candidatos, e muita gente nem vai saber o que se passou.

Update: Outros casos apareceram mais rápido do que eu imaginava. Na quinta-feira foi o Senador Heráclito Fortes (DEM), e na sexta-feira foram a Deputada Isaura Lemos (PDT) e o Deputado Márcio Junqueira (DEM). Quem serão os próximos?

Anúncios

7 Responses to “Primeira Exceção ao “Ficha Limpa””


  1. julho 21, 2010 às 11:40 pm

    Busquei por “exceção ao ficha limpa” no google e seu blog foi o segundo a aparecer!
    😀

  2. 2 Camila
    julho 3, 2010 às 4:29 pm

    Infelizmente isso acontece… e não é o jeitinho brasileiro que abriu essa excessão, isso está na nossa Constituição, o réu só é culpado depois de julgado, como a legislação dá direito de recorrer em várias instancias, ele só pode ser considerado culpado depois do último julgamento, até lá, ele só é réu. Esses políticos deveriam ter VERGONHA NA CARA de não tentar se eleger, e o povo não pode ser BURRO de votar em gente assim, ele só será eleito se alguém votar nele.

    • julho 15, 2010 às 1:27 am

      Então… mas ainda assim fica a sensação de algo errado. Ele recorreu, mas já foi considerado culpado antes. E se todos os que estão na mesma situação recorrem (e esses processos são lentos, sempre demoram uma eternidade), então são todos inocentes para se candidatarem. Não sei… não me parece certo.
      Quanto à falta de vergonha na cara, parece pré-requisito para a vida política no nosso país (com raras exceções), e a burrice de votar em bandido… nem vou comentar. É mesmo lastimável.

  3. julho 3, 2010 às 2:08 pm

    Um país que não dá comida, saneamento básico, estudo, saúde e qualidade de vida para dezenas de milhões de pessoas e ainda as OBRIGAM a votar não pode ser levado a sério!

    Além da grande maioria da população não ter acesso nem conhecimento de como se pesquisar sobre política, neste ano, até os presidiários poderam exercer o “direito de votar”. Nada contra os presidiários, mas acho que faze-los decidir em quem votarão apenas assistindo ao horário político é favorecer a “máquina eleitoreira” feita, infelizmente, com o dinheiro que eu pago de impostos.

    Acho que deveria ser feita uma campanha para tirar a OBRIGAÇÃO do voto. Só vota quem quer e quem tem interesse.

    Adorei o seu post sobre política!
    Tomara que você coloque muitos outros sobre esse assunto!

    • julho 15, 2010 às 1:31 am

      É, nosso país não tem nada de sério. Enquanto tiver tanto político que não está nem aí para o desenvolvimento do país e o bem estar do povo, a coisa não vai pra frente. Enquanto tiver gente poderosa com interesse de manter a ignorância da maioria pra poder controlá-la, as coisas mudarão de que jeito? Negar educação e cultura ao povo é uma barbaridade.

  4. julho 3, 2010 às 12:27 pm

    Flá, vc escreve muito bem!! To amando seu blog!! Te adoro, Beijão!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


julho 2010
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivos

Categorias

Clique para assinar este blog e receber notificações de novos artigos por email.

Junte-se a 3 outros seguidores

Acessos ao Site

  • 13,297 acessos

%d blogueiros gostam disto: